terça-feira, 25 de maio de 2010

25 de Maio dia mundial do Tarot


E porque neste dia se comemora o dia mundial do Tarot pensei em colocar aqui um pouco sobre a história desta arte tão magnifica que encerra em si conhecimentos e segredos tão antigos.

A origem do Tarot continua envolta em mistério, não se sabendo quem, nem onde tudo começou.
As suas origens remontam aos primeiros séculos do cristianismo, no Egipto, mas há quem diga que a sua origem foi ainda mais antiga.
O que se sabe ao certo é que o Tarot foi descoberto por arqueólogos, na parede de uma das pirâmides do Egipto.

Outras correntes acreditam que o Tarot é originário da China e outros da índia, de onde teria sido trazido para a Europa nos finais do sec. XIII e princípios do sec. XIV, pelos ciganos que passaram por aquele pais e mais tarde se estabeleceram na Europa.

Mas o jogo na sua forma actual é conhecido desde o sec XV.

O Tarot é um baralho de 78 Arcanos, 22 dos quais são denominados por Arcanos Maiores e os restantes 56 por Arcanos Menores.
Os 22 Arcanos maiores são os principais porque apresentam um profundo simbolismo em cada imagem e simbolizam as etapas da nossa vida.

Os Arcanos Menores dividem-se em 4 naipes: Ouros ou Moedas, Paus ou Bastões, Copas ou Taças e Espadas ou Gládios e estão dispostos através de números e figuras.

A leitura do Tarot é um método de aconselhamento e orientação para o futuro.
O Tarot traça as coordenadas, tendências, caminhos que fazem com que o consultante veja as soluções de um ângulo diferente. Indica ainda as consequências futuras dos actos presentes.

Os Arcanos maiores do Tarot mostram reacções existentes perante os diversos acontecimentos da vida e demonstram as capacidades e dificuldades de cada um para fazer frente a essas situações.

Um dos maiores perigos que as consultas de Tarot apresentam é a dependência.
Não se deve recorrer a consultas de tarot para toda e qualquer circunstância, a leitura das cartas pode ser regular mas não deve ser sistemática

Sem comentários: